Por Bruno Rizzato (*)

No dia 27 de julho, durante animada entrevista que Guilherme Boulos concedia à rádio Bandeirantes, ocorreu um fato peculiar que passou largamente desapercebido. O apresentador bolsonarista José Luiz Datena revelou ao público que havia sido convidado por Boulos à vice em sua chapa. Boulos, visivelmente desconcertado, deixou passar batido sem nenhum desmentido, indicando que o convite de fato aconteceu.

A fala de Datena pode ser conferida no vídeo abaixo, na marca de 14 minutos e 30 segundos: https://www.youtube.com/watch?v=NVVbli3H8as

Datena não especifica se o convite aconteceu antes da formação da chapa para prefeito em 2020 ou se ocorreu agora, durante os esforços de Boulos em sua pré-candidatura ao governo, porém as duas figuras vêm se aproximando há algum tempo e é possível que esse convite tenha acontecido no seguinte encontro fechado entre os dois, noticiado pela Mônica Bergamo em 21/01/2021:

https://www1.folha.uol.com.br/colunas/monicabergamo/2021/01/datena-e-boulos-tem-encontro-reservado-em-sao-paulo.shtml

O apresentador frisa que o PSOL provavelmente não estaria disposto a aceitar facilmente tal aliança, o que o levou a recusar o pedido.

Interessante observar que, questionado sobre a possibilidade de apoio a Lula no primeiro turno da eleição presidencial em 2022, Boulos afirma na mesma entrevista que essa decisão dependerá do resultado do debate interno do partido, se abstendo de emitir sua própria opinião sobre o assunto, mas frisa que isso dependeria, dentre outras coisas, de “gestos políticos” de Lula e do PT. Porém, ou Boulos não apresentou preocupação com as discussões internas do PSOL quando convidou o bolsonarista para ser seu vice, ou essa ideia partiu do próprio PSOL. A primeira hipótese parece mais provável.

Boulos se revela cada vez mais um projeto de si mesmo,  parecendo estar disposto inclusive a buscar aliança com uma das piores figuras da direita nacional por conta própria para avançar sua carreira política.

(*) Bruno Rizzato


(**) Textos assinados não refletem, necessariamente, a opinião da tendência Articulação de Esquerda ou do Página 13.

Comente!