Em reunião do coletivo sindical nacional do PT com as secretarias sindicais estaduais, realizada em 12 de dezembro, foi aprovada resolução com orientações de apoio à chapa organizada pelo Fórum Renova ANDES. Confira:

 

Da redação

 

Estimados (as) Companheiros e companheiras,

Conforme deliberado na reunião ampliada do coletivo da sindical nacional do PT com os (as) Secretários(as) e Coordenadores Sindicais Estaduais, em 12 de dezembro de 2017, segue as orientações de apoio a chapa do Fórum Renova Andes.

Contamos com o apoio de cada uma e cada uma em seus respectivos estados!

Saudações Sindicais e Petistas,

Paulo Cayres
Secretário Sindical Nacional
Partido dos Trabalhadores

 

Orientações sobre como apoiar a chapa Renova ANDES:

 

Companheiros e companheiras docentes,

Nós que, ao longo dos últimos anos constituímos o Fórum Renova ANDES, decidimos lutar para apresentar uma chapa às próximas eleições do Sindicato Nacional.

Esta decisão decorre da extrema preocupação com os rumos que nosso Sindicato vem tomando há vários anos, o que se agrava frente à conjuntura política de nosso país e as ameaças às universidades públicas. Sob uma orientação isolacionista, incapaz de dialogar com os setores decisivos da classe trabalhadora, apartado dos principais movimentos  sociais e, principalmente, sem capacidade de ouvir a categoria em suas principais e mais cotidianas demandas, o Sindicato  tem perdido capacidade de mobilização e, portanto, de enfrentamento efetivo aos principais ataques desferidos contra a democracia, contra as conquistas populares e dos trabalhadores e contra as reivindicações específicas dos docentes do Ensino Superior.

Da mesma forma, a atual direção do ANDES-SN não tem respondido ou tem respondido timidamente e com atraso à imposição do Estado policial-judicial que vem suspendendo os direitos individuais, negando o devido processo legal e o direito de defesa, para atingir dirigentes políticos de oposição ao golpe, como no caso do julgamento de exceção de Lula e no da violação das universidades com a prisão sumária de seus dirigentes e professores, como recentemente ocorreu na UFMG e no trágico caso da UFSC. A defesa dos atingidos pela “ justiça” de exceção é a defesa dos direitos de todos nós à livre organização, à manifestação e às garantias jurídicas elementares.

Por isso, é preciso mudar urgentemente de orientação e, por isso, é necessário levar adiante um processo amplo de constituição de uma chapa de oposição, com base numa plataforma condizente com as exigências de nossa categoria e da sociedade.

Assim, nós docentes de diferentes trajetórias políticas resolvemos lutar por uma chapa para concorrer às eleições do ANDES-SN, um sindicato central na luta dos trabalhadores brasileiros, pela sua tradição e história de lutas, pela sua base de mais de 60 mil sindicalizados. Traze-lo de volta aos espaços de unidade com as entidades representativas dos trabalhadores e com os movimentos sociais é uma preocupação que deve ser de todos. Por isso, precisamos de seu apoio para a montagem da chapa. E, nesse momento, a maior colaboração é a ajuda para contactar professores e conseguir que disponibilizem seu nome para a chapa.

Que fazer?

1º Quais os documentos necessários para inscrição?
– O termo de concordância preenchido e assinado (deve ser original).
– Documento com foto de validade nacional (RG, CNH), autenticado.
– A declaração da seção sindical atestando a sindicalização e adimplência do candidato em papel timbrado da entidade (deve ser original).

2º Qual é o instrumento para arrecadar inscrição?
– Carta-convite (instrumento político).
– O próprio termo de concordância.

3º Quais os prazos?
– A Reunião Nacional do Renova ANDES de 16 de dezembro estabeleceu 3 prazos para balanço das adesões recolhidas: 10/1, 17/1 e 22/1 (data da própria Convenção).

4º Como se dará o recebimento?
– Todas as fichas recolhidas, com documento com foto e a declaração da seção sindical devem ser escaneadas e enviadas para [email protected] c/c para [email protected].
– Estes documentos na forma física devem ser levados pelos responsáveis por regional à convenção de 22 de janeiro. Portanto, os responsáveis do Renova por regional serão encarregados de assegurar que os documentos cheguem a suas mãos antes da viagem ao congresso. Esta medida é obrigatória porque é improvável que derrubemos este item do regulamento que exige documentos originais no Congresso. Ao mesmo tempo, teremos apenas 15 dias a contar do dia 28/1 para inscrever a chapa.

 

Fonte: Agência PT

Comente!

Fechar Menu
×

Carrinho