Página 13 divulga documento elaborado pelos representantes da tendência Articulação de Esquerda no Diretório Nacional acerca do calendário do XVI Encontro Nacional do PT, cuja minuta da convocatória segue aqui.

À comissão executiva nacional

Apresentamos as seguintes emendas à proposta de CALENDÁRIO DE DEFINIÇÃO DE CANDIDATURAS E CONVOCAÇÃO DO XVI ENCONTRO NACIONAL DO PT, proposta esta enviada no dia 5 de abril.

Propomos realizar realizar congresso PRESENCIAL (e não via sala zoom). A importância do evento exige um grande ato político, o custo das passagens e hospedagens pode ser rateado pelos delegados e delegadas.

Propomos alterar a programação, começando na sexta e terminando sábado de noite, ou seja, não haveria encontro no domingo.

Nossa proposta é:

1-começar o encontro na sexta (27/5 ou 3/6) pela manhã, votando o regimento antes do almoço, fazendo das 14h00 às 17h00 de sexta o debate sobre as diretrizes de programa de governo, fazendo das 17h às 19h a apresentação e das teses sobre conjuntura, tática, política de alianças e chapa majoritária e fazendo ao término a votação da tese guia;

2-as emendas à tese guia devem ser apresentadas até as 21h de sexta, de maneira a recomeçarmos o encontro no sábado votando as emendas a tese guia;

3-no sábado, às 18h00, faremos o ato político, encerrando o encontro em seguida ao ato;

Propomos realizar o congresso com a delegação integral eleita no PED 2019.

Propomos aceitar a inscrição de teses assinadas por no mínimo 1 membro do DN (de maneira a permitir a expressão de todas as chapas, inclusive a menos votada no congresso de 2019), mantendo-se entretanto o critério de emendas a tese guia terem de ser subscritas por 10% dos delegados até as 13h do sábado

Finalmente, entendemos o seguinte: os casos omissos no regulamento serão resolvidos pelo próprio Encontro, pois este uma vez reunido é a autoridade máxima do Partido.

Atenciosamente,

Natalia Sena, Patrick Araujo, Julio Quadros, Jandyra Uehara, Valter Pomar

 

Comente!