Página 13 publica a seguir o projeto de resolução apresentado pela companheira Natália Sena, na reunião da comissão executiva nacional do PT que ocorreu nesta sexta-feira 11 de dezembro. Noutra matéria contaremos o que foi debatido e aprovado.

PROPOSTA DE RESOLUÇÃO SOBRE

PRESIDÊNCIAS DA MESA DA CÂMARA E DO SENADO

1-A crise social, política, sanitária segue avançando, com aumento dos casos e mortes por Covid-19, indefinição quanto à vacina, desemprego crescente e o fim do auxílio emergencial batendo na porta. O ano de 2020 vai terminar com uma imensa piora nas condições de vida da classe trabalhadora brasileira.

2-É nesse contexto que o Partido dos Trabalhadores debate sobre a sucessão na presidência da Mesa da Câmara e do Senado, que acontecerá em fevereiro de 2021.

3-Enfrentar o programa ultraliberal e o governo genocida exige coerência, independência de classe e nitidez programática. E apenas um bloco e uma candidatura efetivamente de oposição ao governo Bolsonaro e a sua agenda econômica podem cumprir o papel de defender os direitos do povo brasileiro, a soberania nacional e as liberdades democráticas.

4-Diante disso, a Comissão Executiva Nacional orienta a bancada a construir candidaturas petistas para as presidências das duas casas e dialogar com os demais partidos de oposição acerca de um programa comprometido com uma pauta social, com o anti-ultraliberalismo e com o impeachment de Jair Bolsonaro.

Deixe uma resposta