De Londres, por Nicole Di Domenico (*)

Hoje, dia primeiro de janeiro de 2021, ao verificar a caixinha do correio, nos deparamos com um delírio do imperialismo. Esse delírio era uma petição para acabar com o “demoníaco” Partido Comunista Chinês. A mais pura propaganda anticomunista de mentiras e ilusões culpabilizando a China e o PC pela pandemia. Carregando uma série de chavões como “venceremos o coronavírus através de princípios morais” ou “o PC não representa o povo e o persegue”.

Um dos parágrafos mais risíveis era o seguinte (traduzido livremente para o português): “Karl Marx, pai do comunismo, escreveu em um poema, ‘minha alma, uma vez fiel a Deus, é escolhida para o inferno’. Desde que governa a China, o PC Chinês causou sofrimentos infernais para milhões de pessoas, com suas dissimulações e brutalidades sem fim”.

Essa propaganda anticomunista foi colocada em nossa caixa do correio e provavelmente nas outras casas da vizinhança e, quiçá, em outras partes de Londres. Uma coisa é certa: de tédio não morreremos e os desafios estão só começando. E cabe destacar que a sede da organização da petição está localizada em Nova Iorque, nos Estados Unidos. Curioso, não?

(*) Nicole Di Domenico é militante petista


(**) Textos assinados não refletem, necessariamente, a opinião da tendência Articulação de Esquerda ou do Página 13.

Comente!