Por Rafael Tomyama*

A proposta que foi apresentada em janeiro à Direção Nacional da AE tem sido objeto de discussão na tendência no Ceará e segue agora uma síntese como contribuição à nova gestão dirigente da comunicação da tendência no próximo período, para que avalie a possibilidade de sua implementação.

Página 13 digital

Projeto prático para reformulação da política de comunicação da Articulação de Esquerda, com foco na internet, contratação de profissionais e venda de assinaturas de boletins exclusivos.

1. Definição

Página 13 Digital é o nome da proposta de reformulação global da comunicação da tendência petista Articulação de Esquerda, sob a responsabilidade da secretaria de comunicação de sua Direção Nacional

2. Objetivos

– Integrar todos os materiais nacionais da AE numa mesma estrutura de publicação em todos os canais;
– Formular permanente e regularmente conteúdos da cultura da esquerda para a disputa de hegemonia ideológica na sociedade;
– Ampliar o alcance das posições públicas da AE para a disputa política dos rumos do PT e da esquerda;
– Formar, subsidiar e orientar a atuação em rede da militância da AE em fóruns e redes sociais;
– Constituir uma equipe profissional responsável, bancada pelo próprio projeto e ainda gerando sobras a serem revertidos em benefício da tendência.

3. Canais e mídias

– Página 13 Digital (Newsletter)
– Jornal Página 13 impresso (4 ou 8 páginas)
– Perfis Página 13 no Facebook, Twitter e Instagram (a ser criado)
– Canal próprio no Youtube / Podcast (a serem criados)
Site Página 13
– Boletim Página 13, edição com links para WhatsApp
– Revista Esquerda Petista
– Demais livros e publicações da Editora Página 13

4. Execução

O Página 13 passa a ser distribuído em formato digital: Newsletter com links para as matérias no site, distribuído semanalmente para e-mails cadastrados de assinantes e militantes, com as seguintes seções:

4.1. Materiais próprios da organização e de militantes da AE;
4.2. Colaborações de colunistas permanentes ou eventuais;
4.3. Artigos e notícias reproduzidas com créditos da blogosfera;
4.4. Memes, cards produzidos pela AE nos estados, JAE ou circulantes nas redes;
4.5. Vídeo ao vivo com membros da DNAE e convidados/as.

Dos 4 boletins no mês são selecionados ou resumidos os materiais prioritários para a edição mensal do jornal (informativo) Página 13 que passa a ter apenas 4 páginas e eventualmente 8 páginas, sendo usado preferencialmente em atividades de agitação e propaganda, partidária ou de massas.

Eventualmente pode incluir também encarte com textos-base ou resoluções oficiais da AE. Podem ainda ser organizadas edições extras em datas comemorativas da cultura de esquerda, com material temático ou específico.

O Boletim contém também o link para transmissão de vídeo ao vivo de programa semanal, com mesa redonda sempre coordenada por dirigente da AE (âncora ou rotativos) com participação de militantes da tendência ou convidados/as, sendo no máximo 4 participantes no total e duração de 30 a 40 minutos, com opiniões e análises acerca dos principais fatos políticos da semana.

O jornal impresso não será enviado pelo correio, a menos que o/a interessado/a adquira a publicação na loja do site, incluindo as despesas de envio.

Todo material é republicado pelos perfis da AE no Facebook e no Twitter. No Instagram ficam sendo priorizados os memes, cards e stories para os principais conteúdos. Cada perfil terá dirigente(s) administrador/a(es/as) responsável(is) politicamente pela promoção das publicações, interação com internautas e consultas eventuais à DNAE.

O site Página 13 passa a ser estruturado priorizando a lista de matérias da News; resoluções da tendência e artigos de colunistas na lateral; e material multimídia, links parceiros e para mandatos da AE e expediente abaixo. Páginas anexas para: apresentação da AE (histórico), loja virtual, assinaturas e documentos históricos. O site passa a contar com uma área exclusiva para rede de militantes.

A Rede Nacional da Articulação de Esquerda tem as funções de: difundir os materiais dos boletins Página 13 digital nas redes sociais e fóruns virtuais; estimular a produção de conteúdo para o site, etc. e trocas horizontais entre militantes; e organizar e direcionar a atuação do ativismo petista na guerrilha cibernética.

A Revista Esquerda Petista e as demais publicações da Editora Página 13 seguem linha editorial própria, mas matérias, resenhas ou publicações podem ser disponibilizadas gratuitas ou para venda nos canais.

5. Assinaturas

As vendas de assinaturas mensais anuais ou bianuais do Página 13 serão feitas por cadastro no próprio site, a serem pagas via PayPal ou PagSeguro, crédito ou débito automático, direcionadas à conta da Associação de Estudos Página 13.

Pode também ser instituída uma modalidade de apoio solidário a ser ofertada a dirigentes da AE, parlamentares, mandatários, comissionados/as e apoiadores/as, com contribuições em qualquer valor a partir de um patamar inicial a ser definido.

A assinatura dá direito ao recebimento da Newsletter semanal e participar do chat exclusivo para assinantes na live video semanal da DNAE. Eventualmente podem haver vantagens adicionais para assinantes nas promoções da tendência, para quem compartilhar anúncios ou arrumar novos/as assinantes (p. ex. sorteio de brindes ou agendas, ponto adicional em rifas, etc.)

Militantes filiados/as à AE são automaticamente assinantes e podem participar de campanhas presenciais para ampliação de assinantes/apoios. A assinatura não substitui a contribuição anual para a tendência.

Para militantes filiados/as à AE em dia, há também direito a acesso à área exclusiva no site com Boletins Orientação Militante e demais materiais da Rede virtual nacional da AE.

Todos os materiais em todos os canais fazem propaganda permanente do apoio à existência do Página 13 por meio de assinaturas e ainda campanhas sazonais ou direcionadas em eventos, para aumentar as adesões. E também crowdfounding (financiamento coletivo).

5.1. Metas de adesões/arrecadação

Em seis meses, a partir da implantação do plano:

Total (projetado) = 1.000 assinaturas (100 solidárias) mensais + anuais

Detalhamento a ser tratado internamente.

Serão fixadas metas de assinaturas por estado, com base na quantidade de filiados/as em dia, no mínimo duplicando o quantitativo atual em seis meses e triplicando em um ano. É tarefa de cada militante manter em dia a sua assinatura e conseguir pelo menos mais um/a ou dois/duas assinante(s).

Incluir previsão de anúncios. Definir política para anúncios.

6. Equipe profissional

1 jornalista/editor/produtor
1 designer gráfico
1 técnico/a redes
1 técnico/a de vídeo
1 administrador/a
1 representante comercial

Total: 6

A proposta é que se constitua uma cooperativa considerando as atribuições de cada profissional, para realizar todo processo de produção e circulação do Página 13 e materiais agregados.

O/a jornalista fica responsável pela edição e publicação de materiais autorais ou reproduções na Newsletter, no site Página 13 e seleção para o jornal impresso, sob a supervisão da Secretaria de Comunicação da DNAE. É também responsável pela produção dos programas de vídeo/podcast. Regime de trabalho: 5h x 5 dias/semana.

O/a designer produz artes de peças e anúncios nas redes e a editoração gráfica do jornal impresso.

O/a técnico/a de redes publica todos os materiais nas redes e mídias e mantém as páginas atualizadas, cuida da interação com internautas (sob supervisão do/a jornalista) e atualiza os cadastros e envia o boletim para o mailing list.

O/a videomaker faz a filmagem, transmissão e publicação dos vídeos do programa semanal nos canais.

O/a administrador/a cuida da gestão de contratos e aspectos burocráticos e financeiros de funcionamento da cooperativa.

O/a encarregado comercial é responsável pelas vendas, anúncios, campanhas de marketing, gestão de assinaturas e atendimento aos leitores e fornecedores.

O conteúdo editorial é de responsabilidade da DNAE, ao encargo da Secretaria de Comunicação. Cabe ao GT propor e fazer aprovar as pautas, indicar e cobrar os conteúdos internos e de convidados para as mídias, dirigir o vídeo/podcast semanal e supervisionar o serviço prestado pela equipe de profissionais.

7. Orçamento preliminar

Verificar piso das categorias e negociar valores para formar equipe.

Local de trabalho: Escritório político ou redação (?). Despesas com energia, internet, material de expediente. Celular com pacote de fone/dados mensal. Computador notebook (especificações) com editor de imagens e programas instalados.

Contratação de débito automático: consultas a bancos e operadoras de crédito.

Gráfica: Tablóide, policromia 4×4, 4 páginas frente-e-verso, dobra, papel jornal 60, tiragem (?) x 12 meses

Reformulação do site. Domínio e hospedagem. Versão mobile. Manutenção do site. Firewall. Segurança e estabilidade

Filmagem: câmera profissional, microfone, iluminação, fundo, operador contratado, edição dos vídeos, vinhetas de abertura e encerramento.

10% = reserva de contingência

*Rafael Tomyama é militante ambientalista e pela democratização da mídia no Ceará

Este post tem 2 comentários

Comente!

Fechar Menu
×
×

Carrinho