Boletim interno da Direção Nacional da

tendência petista Articulação de Esquerda

N°263 (23 de dezembro de 2020)

Índice

 1.Reunião do GT de Comunicação da AE

2.Encontro nacional de comunicadores da AE

3.Próxima edição da revista Esquerda Petista

4.Próxima edição do Página 13

5.Edição de fevereiro do Página 13

6.Contramola

7.Antivírus

8.Poudicasti

9.Página eletrônica

10.Redes sociais

11.Listas de distribuição

12.Orientação Militante

13.Outras decisões do GT de comunicação

14.Expediente

 

1.Reunião do GT de Comunicação da AE

No dia 23 de dezembro, fizemos a primeira reunião do GT de comunicação da AE, composto por Emílio Font, Natália Sena, Marcos Jakoby, Patrick Araújo e Valter Pomar. Este GT tem como objetivo coordenar as ações da Página Eletrônica, do jornal Página 13, do Antivirus, do Poudicasti, do Contramola, da revista Esquerda Petista, das listas de distribuição e das redes sociais operadas pela nacional, bem como as ações da Editora Página 13. Portanto, NÃO é um coletivo de comunicadores da AE. A próxima reunião do GT será no dia 25 de janeiro, as 19h00.

 

2.Encontro nacional de comunicadores da AE

No dia 29 de janeiro, sexta-feira, das 19h as 22h, faremos um ENCONTRO NACIONAL DE COMUNICADORES DA AE. São convidados a participar deste encontro todos os militantes da AE que estão a frente de atividades de comunicação, na tendência, no partido, nos movimentos sociais, em administrações, bancadas ou em empresas/entidades privadas. O Encontro terá a seguinte pauta: 1/boas-vindas e apresentação da programação; 2/apresentação dos participantes; 3/apresentação do texto-base, elaborado pelo GT de comunicação e homologado pela Dnae; 4/debate; 5/encaminhamentos. O texto base abordará as seguintes questões: 1/a luta contra o oligopólio midiático; 2/balanço e propostas referentes a comunicação do campo democrático e popular, 3/balanço e propostas referentes a comunicação do PT, 4/balanço e propostas referentes a comunicação da AE.

 

3/Próxima edição da revista Esquerda Petista

A próxima edição da revista Esquerda Petista será distribuída no dia 10 de fevereiro de 2021. A capa terá a seguinte chamada: “2021-2022: O BIÊNIO SERÁ VERMELHO?”

A edição será dedicada a discutir o futuro do mundo, da América Latina, do Brasil e do PT, no biênio 2021-2022.

Já confirmaram que enviarão artigos com até 18 mil caracteres, até o dia 18 de janeiro, as seguintes pessoas/sobre os temas indicados a seguir:

Carol Proner (dilemas e desafios da luta contra o lawfare em 21-22), Pedro Pomar/Jonas Valente (dilemas e desafios da luta contra o oligopólio midiático em 21-22), Natalia Sena (desafios do PT em 21-22), Daniel Valença (dilemas da América Latina em 21-22), Jandyra Uehara (desafios do movimento sindical 21-22), Nilma Gomes (desafios da luta contra racismo em 21-22), Margarida Salomão (desafios das prefeituras 21-22), Ary Vanazzi (desafios das prefeituras 21-22), Zé Reinaldo (desafios do PCdoB em 21-22), Valério Arcary (desafios do PSOL em 21-22), Isis (desafios da UP em 21-22), Olívia (desafios da Consulta Popular em 21-22), Gabriela Frison (desafios da Ubes 21-22), Lucas Raine (desafios da UNE em 21-22), Misa Boito (desafios do PT em 21-22), Maria do Rosário (desafios do PT em 21-22), Misiara (desafios do PT em 21-22), Camila (desafios do PT em 21-22), Romênio Pereira (desafios do PT em 21-22), Monica Valente (desafios do PT em 21-22), Lucinha (desafios do PT em 21-22), José Genoíno (desafios do PT em 21-22), José Dirceu (desafios do PT em 21-22), Ricardo Berzoini (desafios do PT em 21-22), Rui Falcão (desafios do PT em 21-22), Gleisi Hoffmann (desafios do PT em 21-22), Tarso Genro (desafios do PT em 21-22), Beluce Belucci (dilemas da África em 21-22), Domenico (dilemas da Europa em 21-22), um do Ualid (desafios da luta palestina em 21-22), um da Elisa Guaraná & Espanhol (Andes e movimento sindical docente superior 21-22), Aloizio (desafios da esquerda brasileira em 21-22), Pochmann (desafios da esquerda brasileira em 21-22)e Dilma (desafios da esquerda brasileira em 21-22).

Foram convidados, mas ainda não responderam ou responderam que vão tentar, mas não garantem conseguir enviar no prazo:  Wladimir Pomar (dilemas da China em 21-22), Luiziane Lins (desafios do PT 21-22), Maria Carlotto (intelectualidades e bolsonarismo em 21-22), Natalia Bonavides (desafios da bancada do PT em 21-22), Célio Moura (desafios da bancada do PT em 21-22), Dionilso Marcon (desafios da bancada do PT em 21-22), João Paulo (desafios do MST em 21-22), Beto Aguiar (desafios da luta por moradia em 21-22), Tatau Godinho (desafios do PT em 21-22)Tiago (desafios do PT em 21-22), Olivio Dutra (desafios do PT em 21-22), Marilia Arraes (desafios do PT 21-22), direção do PCO, direção do PCB, direção do PSTU, alguém do setorial de meio ambiente, Lula (desafios da esquerda brasileira em 21-22).

Evidentemente, estamos abertos a publicar outros textos, além dos supracitados.

Além disso, também publicaremos como encarte: o balanço das eleições 2020 e (se ficar pronto a tempo) o texto base do congresso da AE 2021.

Lembramos que a diagramação será feita pelo Claudio Gonzalez; a revisão dos textos pelo Adriano Bueno; a pesquisa de imagens pelo Lucas Raine.

 

4/Próxima edição do Página 13

Será um jornal especial, tendo como tema a “volta às aulas”. Patrick será co-editor deste jornal. A intenção é ter o jornal pronto durante a segunda quinzena de janeiro, em versão digital.

 

5/Edição de fevereiro do Página 13

Não haverá edição de janeiro do Página 13. A edição de fevereiro sairá impressa, na véspera do aniversário do PT (10/2/2020). A pauta será debatida no início de janeiro, pelo GT de comunicação e pela Dnae.

 

6/Contramola

A partir de janeiro, recomeçaremos o programa Contramola, dedicado a debates estratégicos. O programa será feito 1 vez por mês e divulgado pelo YouTube, sempre no esquema: um entrevistado externo e dois ou três entrevistadores da AE. A intenção é dedicar um programa  cada um dos temas relacionados a seguir: frente ampla e frente de esquerda, dentro e forma do parlamento; a questão das forças armadas; as policias militares; oligopólio da comunicação; o sistema judiciário; o sistema financeiro; questão agrária e agronegócio; a política externa, em tempos de guerra fria EUA x China; desenvolvimento, socialismo e capitalismo; eleição, reforma e revolução. O GT de comunicação vai avaliar qual o melhor dia para o programa, tendo em vista que nas segundas e sextas temos Poudicasti e nas quintas temos Antivírus.

 

7/Antivírus

Será retomado a partir de 14 de janeiro. A estrutura será mantida (programa de conjuntura, 30 a 45 minutos de duração, toda quinta-feira, apresentado por Valter e Natália). Será feito um card semanal de divulgação e um card geral de divulgação permanente.

 

8/Poudicasti

Será retomado a partir de 11 de janeiro. A estrutura será a atual: sempre as segundas e sextas-feiras.

 

9/Página eletrônica

Não terá recesso, embora durante o período de “festas” vá diminuir o número de postagens.

 

10/Redes sociais

O GT de comunicação vai fazer um mapa de quantas contas em nome da AE nacional existem nas várias redes sociais (YouTube, Face, Tweety, Instagram etc.), bem como vai verificar quem são os atuais administradores; o GT vai verificar, também, quais são as “redes”/aplicativos onde ainda não temos conta; com base nisso, vamos definir e aplicar uma política que garanta que todo o nosso conteúdo seja profissionalmente distribuído em todas as redes.

 

11/Listas de distribuição

O GT de comunicação também vai fazer um mapa de quantas listas de distribuição temos atualmente (email, zap, telegram etc.) e, com base nisso, vamos definir e aplicar uma política que garanta que todo o nosso conteúdo seja profissionalmente distribuído em todas as redes.

 

12/Orientação Militante

O OM continuará sendo produzido quando necessário, como uma espécie de Diário Oficial da direção nacional. O mecanismo de distribuição continuará sendo o atual.

 

13/Outras decisões do GT de comunicação

O GT de Comunicação tomou uma série de decisões, que serão informadas noutro Orientação Militante.

 

14/Expediente

Orientação Militante é um boletim interno da Direção Nacional da tendência petista Articulação de Esquerda. Responsável: Valter Pomar. A direção da tendência é composta por: Mucio Magalhães (PE) eleições 2020 e acompanhamento do PI, PE, PB e SE; Valter Pomar (SP), coordenação geral, comunicação e acompanhamento das regiões Sudeste e Norte e do Maranhão; Damarci Olivi (MS), finanças; Daniela Matos (DF), formação, cultura e acompanhamento do MT e GO; Natalia Sena (RN), acompanhamento da bancada parlamentar e dos Estados do RN, CE, BA e AL; Jandyra Uehara, sindical e acompanhamento dos setoriais de mulheres e LGBT; Patrick (PE), acompanhamento da juventude, do setorial de combate ao racismo, do MS e DF; Júlio Quadros (RS), acompanhamento dos setoriais de moradia, rurais e da região Sul. Comissão de Ética: Jonatas Moreth(DF), titular; Sophia Mata (RN), titular; Rosana Ramos (SP), suplente; Pere Petit (PA), suplente.

 

 

Deixe uma resposta