Publicado originalmente pela Telesur

O Tribunal Supremo Eleitoral entregará as credenciais aos senadores e deputados eleitos na terça-feira, 27 de outubro.

O presidente eleito da Bolívia, Luis Arce, vencedor das eleições de 18 de outubro, tomará posse no dia 8 de novembro para o período 2020-2025, informaram fontes oficiais nesta sexta-feira.

A presidente do Senado, Eva Copa, informou aos jornalistas que a Assembleia Legislativa fixou o dia 8 de novembro como a data para a posse e posse de Arce como presidente da Bolívia e David Choquehuanca, como vice-presidente.

“De acordo com a Constituição e a lei, o juramento de lei, de posse do presidente eleito Luis Arce Catacora será feito no dia 8 de novembro em ato solene da Assembleia Legislativa”, afirmou Copa.

Explicou que no dia 29 de outubro terá lugar a sessão de encerramento da Assembleia Legislativa cessante, que dará lugar às sessões preparatórias para a nova confirmação do parlamento eleito nas eleições de 18 de outubro.

A Constituição boliviana estabelece que a Assembleia é aquela que tem competência para fazer o juramento do Presidente e do Vice-Presidente do Estado.

Previamente, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) fará a entrega das credenciais aos senadores e deputados eleitos na terça-feira, 27 de outubro.

O TSE declarou oficialmente Luis Arce, do Movimento pelo Socialismo (MAS), presidente eleito nesta sexta-feira, que obteve 55,10% dos votos válidos nas eleições gerais de 18 de outubro.

As eleições foram realizadas quase um ano após o golpe que tirou Evo Morales do poder, em 10 de novembro de 2019.

Este post tem um comentário

Comente!