Página 13 divulga nota aprovada pelo Diretório Nacional do PT reunido no dia 18 de março. O PT seguirá lutando contra todas as formas de autoritarismo, pelo fim da Lei da Segurança Nacional e pelo fim do governo do GENOCIDA Jair Bolsonaro.

Genocida: (substantivo masculino e feminino) Pessoa que ordena ou é responsável pelo extermínio de muitas pessoas em pouco tempo.”  (Dicionário Online de Português)

Esta é a única palavra para descrever um presidente da República que desdenhou da ciência e da medicina diante do estado de pandemia do novo coronavírus em que o planeta se encontra há um ano; que desdenhou da vida humana e da saúde da população.

Um presidente que sabotou o SUS, os governos estaduais e municipais e todas as medidas sanitárias, de isolamento social, de uso de máscaras, de testagem da população, de pesquisa, produção e aquisição de vacinas para enfrentar a pandemia. Que estimulou deliberadamente as aglomerações, a irresponsabilidade individual e coletiva, o uso, a produção e a distribuição pública de produtos reconhecidamente ineficazes, ao mesmo tempo em que negava socorro a populações que precisavam desesperadamente de oxigênio.

Genocida é a única palavra para definir alguém que deliberadamente provocou e continua provocando a morte de centenas de milhares de pessoas que tinha a obrigação de proteger.

Esta é a palavra que Jair Bolsonaro não quer ouvir e quer proibir que digam. Por isso, como sujeito autoritário que sempre foi, como candidato a ditador que é, vem estimulando ações policialescas contra seus opositores. Na data de hoje a PM do Distrito Federal prendeu e encaminhou à Polícia Federal cinco companheiros que, com uma faixa, chamaram Bolsonaro publicamente de GENOCIDA.

Mais uma vez foi utilizada a Lei de Segurança Nacional da Ditadura para coibir a liberdade de expressão e manifestação, para silenciar o povo e ameaçar a oposição.

As prisões desta quinta-feira inserem-se numa série de violências que atingem sindicalistas, lideranças populares, artistas, professores e militantes sociais.

Partido dos Trabalhadores está solidário com os companheiros presos de forma ilegal, injusta e totalmente antidemocrática.

PT seguirá lutando contra todas as formas de autoritarismo, pelo fim da Lei da Segurança Nacional e pelo fim do governo do GENOCIDA Jair Bolsonaro.

Brasil precisa de vacinaempregoauxílio emergencial, saúde e Justiça para todos.

O Brasil precisa colocar um fim ao genocídio e ao governo do GENOCIDA.

Brasília, 18 de março de 2021

DIRETÓRIO NACIONAL DO PARTIDO DOS TRABALHADORES

Este post tem um comentário

  1. Fábio Pessôa

    Nota mais que oportuna, absolutamente necessária. Genocida sim, não existe outra palavra para definir Bolsonaro e seu governo abjeto.

Deixe uma resposta