PT se posiciona contra toda e qualquer forma de violência contra a mulher

Publicado originalmente no site do PT.

Diretório Nacional do PT se solidariza com a deputada federal Natalia Bonavides, PT/RN, vítima de ataques machistas e misóginos feitos pelo apresentador Ratinho.

Em um ato criminoso de completa irresponsabilidade e imoralidade, o agressor incita homicídio ao sugerir que a parlamentar seja metralhada em um programa visto por milhares de pessoas – colocando a vida e a integridade física da deputada em risco. Não bastasse a incitação à violência, o apresentador ainda tenta reforçar estereótipos de gênero ultrapassados e machistas ao dizer que Natália deveria “lavar louça” e “lavar cueca do marido”.

Quando uma mulher assume espaços de poder, ela enfrenta ainda mais o peso do machismo da sociedade. A reação violenta desses agressores é proporcional à fragilidade do ideal de masculinidade que eles buscam alcançar, pois precisam vociferar contra mulheres legitimamente eleitas, incitar ódio e violência, e até cometer crimes, para manter um sistema de desigualdade de gênero que silencia e mata mulheres todos os dias.

Não deve haver mais espaço na sociedade para silenciamento, opressão e intimidação de mulheres em espaço algum, sobretudo no espaço da política e da democracia. A covardia e a ameaça não devem ser o motor que guia os debates fundamentais para o país, ainda mais em um espaço de concessão pública.

O Diretório Nacional do PT está ao lado de Natalia Bonavides e todas as mulheres que seguem na luta por um mundo mais justo, humano e democrático. Estamos acompanhando o caso junto ao gabinete, para acionar as instâncias competentes e não permitir que esse crime saia impune.

Silenciadas Nunca Mais.

Diretório Nacional do PT

Comente!