Por Fepal (*)

A Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CREDN) aprovou no final da manhã de hoje a Mensagem 371/2019, de acordo de cooperação militar entre Brasil e Israel.Com um festival de mentiras e desinformação de alguns deputados, como Marcel van Hattem (Novo-RS) e Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), a pauta foi aprovada por 22 votos a 5, e agora seguirá até chegar ao Plenário da Câmara.

É lamentável que o Brasil, por alguns de seus parlamentares, se alinhe aos crimes de guerra e de lesa humanidade de Israel, que se vale da limpeza étnica e de um regime de apartheid e que se tornou estado pária pela perseguição sistemática e violenta ao povo palestino.

Nós, da FEPAL, somados àqueles que defendem uma Palestina livre e um Brasil soberano, com uma política externa altiva e alinhada aos princípios do Direito Internacional Humanitário, seguiremos trabalhando para que o Congresso Nacional REJEITE esse acordo criminoso, que, na prática, coloca dinheiro do contribuinte brasileiro no financiamento a máquina de guerra de Israel, que promove genocídio na Palestina e agride os povos da região.

Agradecemos aos deputados que votaram contra a MSC 371/2019 e que trouxeram para o debate as atrocidades cometidas por Israel e a afronta que este acordo representa aos próprios princípios fundamentais da nossa Constituição, esculpidos em seu Artigo 4º.

Aos deputados do PT Arlindo Chinaglia (SP), Henrique Fontana (RS), Odair Cunha (MG) e Paulão (AL), aos dos PSOL David Miranda e Glauber Braga e à deputada Perpétua Almeida (PCdoB-AC), nossos sinceros agradecimentos.

Infelizmente, o direito à vida e à dignidade ainda estão de longe de serem prioridades para alguns destes atores, mas cremos que saberão revisar suas posições e resistir às pressões imorais das forças que apostam na transformação do Brasil em uma colônia ocupada por Israel e a serviço de seus ilegítimos interesses.

Seguiremos nos opondo a esta criminosa agenda e a derrotaremos.

Palestina Livre a partir do Brasil, 2 de junho de 2021, 74º ano da Nakba.


(*) Fundada em 1979, a Federação Árabe Palestina do Brasil – FEPAL é a entidade que representa a diáspora palestina no Brasil, constituída por cerca de 60.000 imigrantes, refugiados e seus descendentes.

(**) Texto publicado nas redes sociais da FEPAL

Comente!