Paulo começou sua militância em São Paulo onde ajudou a fundar o PT. No Rio de Janeiro, era coordenador do Núcelo Largo do Machado e militante da Articulação de Esquerda, sempre em busca do debate democrático e aprofundado sobre a política. Exemplo de militante dedicado, tinha como uma de suas marcas o exercício do pleno companheirismo e da solidariedade militante.

Hoje sentimos o golpe da perda de um companheiro. Sua memória será sempre uma inspiração para os bons combates.

Paulo Camillo Gusmão, presente!

Direção Estadual da Articulação de Esquerda do RJ – Corrente Interna ao Partido dos Trabalhadores.

 

Comente!