Lula está corretíssimo!  A direita tradicional que assinou o manifesto o fez numa tentativa de recuperar sua força política (depois de ver que Bolsonaro vai por água abaixo), principalmente o PSDB. Momento seguinte nos dariam uma senhora banana, colocando a esquerda para escanteio (como sempre o fizeram!); inclusive com um Golpe de Estado contra a Dilma (que tampouco assinou o manifesto) que eles construíram e jamais o reconhecerão.

O manifesto, que começa com a “Lei e a Ordem”, NÃO menciona o Fora Bolsonaro, não fala das reformas que provocaram enormes perdas para os trabalhadores, não critica a politica econômica neoliberal, etc.; e queriam que o Lula assinasse?

Se o tivesse feito seria uma traição a tudo o que ele defende, e certamente (também) choveriam críticas em cima dele.

Sem reconhecer o Golpe de 2016 e recuperar os Direitos Políticos de Lula, escancarando as irregularidades da Lava Jato, não teremos uma Democracia Plena.

Sem mudar radicalmente a politica neoliberal, recuperando todos os Direitos perdidos dos Trabalhadores, e sem erradicar a fome e a miséria, não teremos uma Democracia Substantiva.

Laura Tavares, Professora aposentada da UFRJ.

Este post tem um comentário

  1. Hideyo Saito

    Companheiros, diante desses argumentos da professora pergunto:
    1) O que mudou no Brasil e no mundo que tornou hoje inaceitável a tática enunciada no início do governo Bolsonaro, quando Lula, Haddad e o PT concordavam que era urgente trabalhar por uma frente ampla, que incluísse TODOS os setores contrários ao neofascismo bolsonarista, SEM PREJUÍZO da frente progressista, este especificamente para lutar no campo econômico contra o neoliberalismo?
    2) O apoio ao manifesto em questão inviabiliza ou impede o PT de, ao mesmo tempo, continuar a lutar em favor de sua pauta econômica e social progressista? O manifesto é contagioso, compromete o PT com o neoliberalismo ou impede a luta em outras frentes? Por quê?
    3) Como fica o pedido de impeachment encabeçado pelo PT, que, se vitorioso, implicará a continuidade do neoliberalismo com Mourão? Se formos coerentes com os argumentos esgrimidos aqui a favor do novo posicionamento de Lula, esse pedido deveria também ser rejeitado, pois seu resultado não garante vitória contra o neoliberalismo, nem demarca terreno nesse sentido. Muito pelo contrário, favorece o neoliberalismo ao entronizar um governo mais capaz, liderado por Mourão.
    4) E a participação de Lula ao lado de FHC no ato virtual do Primeiro de Maio não foi em atenção à necessidade de respeitar a frente ampla formada por centrais sindicais, que inclui golpistas como o Paulinho da Força?
    5) Convenhamos: por questão de lógica ou Lula erra hoje ou estava errado até ontem ou a realidade brasileira mudou radicalmente. E não é correto mudar a linha política da água pro vinho sem explicar esses pontos.

Comente!