Por Redação Página 13 (*)

Nessas eleições, em várias situações, deputados federais e estaduais petistas têm declarado apoio público a candidatos da direita que são adversários do PT  nos respectivos municípios. Temos noticiado aqui no Página 13 ( confira aqui). São apoios que passam por cima das próprias chapas do PT, das nossas candidaturas, das convenções e  dos encontros partidários, bem como dos diretórios municipais e estaduais. Portanto, violam a disciplina partidária e o nosso Estatuto. Parece que alguns parlamentares entendem, realmente, que estão acima do Partido e por isso podem adotar a orientação política que quiserem.

Agora é a vez do senador Jaques Wagner, que em Guanambi,  localizada a cerca de 800km da capital baiana, decidiu fazer a mesma coisa.  O parlamentar declarou seu apoio público a um candidato do PSD, Jairo Magalhães, a prefeito. Acontece que na cidade temos uma candidatura própria, Valda do PT.

Candidatos a prefeito em Guanambi (BA)

Como, aparentemente, a nossa candidatura não está tão bem posicionada nas pesquisas, Wagner passou a apoiar o candidato do PSD: “Com todo carinho e respeito aos companheiros do PT, mas nós estamos na reta final. A disputa agora é Jairo ou o passado e eu não quero, vou repetir, o passado de volta“.

Outra situação ocorreu em Valença, também na Bahia.  A candidata à vice-prefeita pelo PT, Flor de Andrade, emitiu uma nota  rechaçando o apoio do senador Jaques Wagner à candidatura de Jucélia Nascimento (PL) na cidade.  Confira a nota, publicada em 01 de novembro:

Ao centro, a Candidata a vice-prefeita em Valença pelo PT, Flor de Andrade

DECEPÇÃO E VERGONHA!

O PT surgiu da luta da classe trabalhadora, ainda na Ditadura Militar, contou com a construção de muitas pessoas em várias cidades, em vários Estados. Fiz parte dessa construção. Vim do Sindquimica, sindicato dos petroquímicos, mesma escola política de muitos dos maiores quadros políticos que o PT apresentou para a Bahia, como o senador Jaques Wagner, o governador Rui Costa e o secretário de justiça Carlos Martins.

É por conta dessa história de construção que não posso expressar outro sentimento que não seja de decepção e vergonha diante do apoio do próprio senador Jaques Wagner a candidata do PL , apoiada pelo DEM, em Valença. Sempre estivemos do mesmo lado, sempre lutando por espaços que garantissem nossas conquistas e, no momento em que o partido enfrenta uma disputa importante para avançarmos, somos surpreendidos com essa manifestação que nos transmite um sentimento de traição.

A nossa candidatura foi aprovada no diretório municipal e, por unanimidade , no diretório estadual, seguindo as resoluções estaduais do partido que, inclusive, determinam a fidelidade partidária, por parlamentares eleitos, no apoio a candidaturas petistas.

O PT de Valença vai continuar honrando o compromisso assumido com Ricardo Moura e com a população de Valença, não temos dúvidas que somos a melhor opção para governar a nossa cidade nos próximos quatro anos. Seguiremos juntos com Ricardo Moura e continuaremos fortalecendo as candidaturas de vereadores que acompanham a chapa Ricardo e Flor.”  ( a nota pode ser acessada aqui )


(*) Contato: redacao@pagina13.org.br

 

 

Este post tem 2 comentários

  1. Luciene Malta

    As eleições 2020 expõe mais do que sempre a quantas andam ou não, determinadas lideranças do PT. Passou da hora de acionar comissão de ética, caso funcione.

  2. Silva

    Cobra engolindo cobra, né, amigo? A candidata Flor só se esqueceu de mencionar que saiu candidata a vice do candidato do PSD, em chapa que continha ainda o MDB. Se tem alguma lição para tirar disso tudo, talvez seja a de que, em ambas as cidades, tanto o candidato do PT quanto o candidato do Wagner perderam.

Comente!