Texto e cartaz de divulgação

Depois de estrear em algumas salas de cinema pelo Brasil no dia 15 de outubro, o filme “ABRAÇO – a única saída é lutar” chega às plataformas digitais nesta quinta-feira (29/10), o que tornará mais fácil a sua visualização pelo público que poderá ver o filme sem sair de casa.

Vencedor de um dos festivais de cinema mais importante do país, o Cine PE/2019, com os prêmios de Melhor Filme (Júri Popular), Melhor Trilha Sonora e Melhor Atriz, o longa-metragem “ABRAÇO”, dirigido por DF Fiuza, é baseado em fatos reais.

A trama principal se ancora na história da professora ativista Ana Rosa, mãe e dona de casa, moradora de uma cidade do interior com todas as implicações possíveis: marido possessivo, pouco tempo para cuidar dos filhos, relação tensa com a mãe que no final das contas é quem cuida da retaguarda. No filme e no mundo real as mulheres militantes fazem o trabalho árduo de convencimento e de organização nas bases.

Recitais de poesia, cânticos religiosos, canções que marcam a história de lutas sociais por liberdade no Brasil e manifestações folclóricas coabitam o universo do filme. “ABRAÇO” é uma homenagem aos ativistas anônimos que fizeram e fazem o cotidiano de lutas dos trabalhadores.

“ABRAÇO” é uma superprodução financiada pelo Sindicato dos Professores de Sergipe (SINTESE), com o apoio da CNTE e CUT. O produção do filme contou com a participação de mais de 500 figurantes e outros 80 atores locais, de Sergipe, além da participação do ator Flávio Bauraqui (Madame Satã), trilha sonora de André Abujamra com participação especial de Chico César e da Orquestra Sinfônica de Sergipe.

“ABRAÇO” pode ser vista em algumas salas de cinema e Cines Drive in pelo Brasil e a também através das Plataformas digitais como: Apple TV, Google Play, Now, Vivo Play, Looke e Youtube Filmes.

 

Comente!