O portal de notícias UOL publicou hoje, 02/11, uma entrevista realizada com Valter Pomar, candidato à presidência nacional do PT. Publicamos aqui o áudio da entrevista. Valter gravou as respostas, mas não as perguntas, pois a entrevista foi feita por telefone. Por isso os intervalos de silêncio entre as respostas.

Quem quiser conferir na íntegra, segue o áudio:

Para conferir a versão editada, segue o link:

https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2019/11/02/valter-pomar-candidato-presidente-pt.htm

Trechos da matéria:

Candidato defende que PT não use dinheiro público para se manter

Os militantes devem ser os responsáveis por manter o PT financeiramente, propõe Valter Pomar, candidato a presidente do partido. “Para mim, partidos políticos, como clubes, igrejas, têm que ser sustentados por seus apoiadores”, disse em entrevista ao UOL por telefone. “Por que, com meu imposto, eu tenho que financiar o PSL? Por que alguém do PSL tem que, com seu imposto, financiar o PT?”

Professor de relações internacionais da UFABC (Universidade Federal do ABC), Pomar já foi secretário-executivo do Foro de São Paulo, organização que reúne partidos de esquerda da América Latina. Ele disputa a presidência do PT pela quarta vez.

Para o candidato, o partido deve depender apenas de sua militância para pagar suas contas, o que, na sua visão, garantiria sua independência. A reportagem pediu ao PT o valor arrecadado por mês junto a militantes, mas não obteve resposta até a publicação do texto.

Apesar de defender que o partido se mantenha com recursos de seus militantes, Pomar é favorável que as eleições sejam pagas com dinheiro público. “É democrático que as eleições sejam financiadas pelo Estado, e não é democrático que os partidos sejam financiados pelo Estado”, avalia. “Senão, alguns vão ter mais recursos que outros, buscar dinheiro legal ou ilegal junto ao setor empresarial.”

Comente!