Agressores usam quarentena, recomendada como freio para a proliferação do coronavírus, para cometer violência contra as mulheres. De acordo com dados do Ligue 180, o aumento foi de quase 9% no número de ligações neste período. A secretária da Mulher Trabalhadora da CUT-DF, Thaísa Magalhães, fala sobre o tema e reforça: Em caso de violência contra as mulheres, não se cale! Denuncie!

 

Comente!