São Paulo, 20 de maio de 2020

Prezadas companheiras e companheiros militantes e filiados do Partido dos Trabalhadores de São Paulo (Capital),

A autorização do Diretório Nacional para a realização das prévias em São Paulo por meio de um processo antidemocrático representou um passo atrás na disputa eleitoral de 2020. A escolha de Jilmar Tatto como pré-candidato do PT à prefeitura ocorreu por meio de um colégio eleitoral restrito a dirigentes que, além de contrariar o Estatuto partidário, afastou dezenas de milhares de militantes petistas da decisão.

Nós da tendência petista Articulação de Esquerda denunciamos esta fraude e decidimos não compactuar com este processo ilegítimo e ilegal não comparecendo ao colégio eleitoral, cujo resultado apertado evidencia que numa prévia democrática o resultado teria sido diferente.

O argumento de que a votação digital excluiria filiados e filiadas sem acesso à internet não se sustenta: a pretexto de não excluir uma parte acaba excluindo o conjunto da militância. Reiteramos que é totalmente possível colocar em prática um método seguro de votação digital, o que é confirmado pelo setorial de Ciência & Tecnologia/ Tecnologia da Informação do PT-SP. Além disso, é escandalosa a justificativa de que as listas de filiados e filiadas estariam desatualizadas, pois coloca em questão a legitimidade do resultado das eleições das direções partidárias em 2019, baseadas nas mesmas listas.

Tais contradições revelam o descompasso entre os métodos de condução predominantes no partido e os desafios atuais, com graves consequências políticas.

A decisão do PT em São Paulo tem gerado impacto negativo em amplas parcelas do petismo, com expressivo grau de insatisfação e dispersão da militância. Está sendo pavimentado o caminho para um cenário de derrota do Partido na maior cidade do país. A equivocada recusa de Haddad em ser candidato com vistas às eleições de 2022 e a escolha de Tatto via colégio eleitoral contribuem para a dispersão da esquerda e o crescimento da direita.

Portanto, considerando tais desfechos políticos preocupantes, entendemos que seria fundamental que a Direção Nacional do PT reabrisse a discussão sobre nossa candidatura à prefeitura de São Paulo junto à militância.

Por fim, consideramos que, por ser a eleição para a Prefeitura de São Paulo de suma importância política nacional, sugerimos que o Diretório Regional do PT-SP se envolva com esta discussão política de abrangência nacional.

Saudações petistas,

Direção municipal da tendência petista Articulação de Esquerda – São Paulo

Comente!