Caros companheiros e companheiras!

No dia 3 de fevereiro, a militância petista foi surpreendida pela divulgação em veículos da imprensa com a notícia de que a companheira Roseli Nunes da Silva, esposa do Presidente Estadual do Partido dos Trabalhadores, Valdir Barranco, havia sido nomeada para um cargo de confiança na Prefeitura de Cuiabá, pelo Prefeito Emanuel Pinheiro (MDB).

Mas quais as problemáticas desta nomeação política?

1. Emanuel Pinheiro não tem nenhum compromisso formal com o Partido dos Trabalhadores, que justifique essa nomeação;

2. O Partido dos Trabalhadores tem decisão das instâncias partidárias legítimas de ser oposição à Emanuel Pinheiro;

3. A decisão de compor a equipe de gestão do atual prefeito de Cuiabá não passou pelas instâncias partidárias, sequer da força política (tendência) que o Presidente do Partido e sua esposa pertencem, segundo informou membro da mesma.

Como e por que essa nomeação ocorreu?

São algumas questões que o deputado estadual Valdir Barranco tem que responder, não apenas aos petistas cuiabanos, mas aos petistas do Estado de Mato Grosso!

É importante relembrar que o PT lançou candidatura ao cargo de prefeito de Cuiabá, onde o companheiro Julier Sebastião da Silva, apresentou programa à esquerda, pensando nos trabalhadores cuiabanos, no desenvolvimento da capital e na diminuição das suas desigualdades. E ainda vale ressaltar que o PT reconquistou uma vaga na Câmara de Vereadores, com a eleição da companheira Edna Sampaio.

Portanto, é estranho vermos a militante e esposa do Presidente Estadual do Partido, em provável acordo, compondo esse governo municipal do MDB, quando há decisão das instâncias democraticamente e legitimamente constituídas, descumprindo orientação contrária, e ainda para atender interesse político individual;

Esse tipo de articulação, comum de quem faz a pequena politica, como o Bolsonaro, nunca foi prática do PT e não pode ser tolerada por quem almeja um mundo melhor e de justiça social para todos e todas.

É importante que as instâncias do partido e toda a militância cobrem o esclarecimento e a resolução desse imbróglio, uma vez que esse tipo de postura, principalmente quando praticada por dirigentes do PT, confundem, desorientam e favorecem aos inimigos da classe trabalhadora.

Exigimos respostas! Exigimos coerência dos nossos parlamentares!
Exigimos dirigentes partidários que construam Política com ” P” maiúsculo, pois somente ela interessa ao para povo trabalhador!

Tendência petista Articulação de Esquerda – Mato Grosso

Comente!