No editorial do Jornal Página 13 de número 220, edição de novembro, afirmamos erroneamente que “em Roraima não houve uma única candidatura do PT”. A bem da verdade, fomos induzidos ao erro pela divulgação de dados equivocados pela Sorg (Secretaria de Organização) do PT nacional.

Este texto, para além de ser uma simples “errata”, é um balanço que visa fazer jus aos esforços valorosos da militância petista roraimense, alertados que fomos sobre nosso erro pela companheira Edineide e depois por Antonia Pedrosa, candidata à vereadora pelo PT de Boa Vista, capital, que conquistou 879 votos.

Em Roraima os petistas enfrentaram o que há de pior. O governador é o bolsonarista Antonio Denarium (PSL). Os 3 senadores são de direita: Mecias de Jesus (Republicanos); Telmário Mota (PROS); e Chico Rodrigues (DEM). O senador Chico Rodrigues é aquele do dinheiro nas nádegas, que foi afastado do cargo por 90 dias pelo STF. Agregue-se a tudo isto a figura sombria do golpista Romero Jucá (MDB), que está sem cargo público, mas atua fora dos holofotes.

Diante de todo este cenário adverso, o empenho dos candidatos e das candidatas do PT de Boa Vista é digno de registro. A capital concentra cerca de 70% de toda a população do estado de Roraima.

Para prefeito, o PT apoiou Linoberg Almeida, do Rede, que obteve 15.775 votos, que representam 9,99%. Linoberg quase retirou a vaga de Ottaci (Solidariedade) no 2º turno. Ottaci teve 16.735 votos, equivalentes a 10,59%. A eleição em Boa Vista foi vencida por Arthur Henrique (MDB), com 116.792 votos, 85,36%.

Cabe aqui uma avaliação da disputa sobre qual a chapa majoritária que seria apoiada pelo PT; e o quanto esta disputa atrapalhou o desempenho do partido. Inicialmente, a presidenta municipal do PT de Boa Vista, Rosa Barroso; e o Deputado Estadual Evangelista Siqueira, presidente estadual do PT de Roraima e membro do GTE, articularam o apoio do PT de Boa Vista ao Solidariedade. Mas a Comissão Executiva Nacional do PT desautorizou a decisão, alegando que o PT só apoia a construção de alianças com PCdoB, PSOL, PDT, PSB, Rede, PCO e UP, determinando assim o apoio à candidatura do Rede.

Com um pouco mais de visão, a direção do PT de Roraima poderia ter lançado chapas majoritárias próprias que dessem muito mais visibilidade para suas chapas proporcionais, conforme avalia a candidata à vereadora petista Antonia Pedrosa. Mesmo adotada uma estratégia equivocada, a chapa proporcional, com 19 candidaturas no total, não alcançou o coeficiente eleitoral por muito pouco: faltaram apenas 112 votos. Os resultados obtidos foram muito expressivos, o que mostra que abrir mão do protagonismo não foi um bom negócio para o PT, que poderia ter eleito vereadores com uma outra tática:

Boa Vista

Candidatura                                     Percentual     Votos

Padre Paulo Mota                              0,91%             1.431

Professora Antonia Pedrosa               0,56%             879

Professora Sirdennys                         0,17%             262

Elias Freitas                                       0,16%             258

Ediane Rodrigues                              0,15%             240

Marcos Vinicius                                 0,13%             198

Roberto Morais                                  0,12%             189

Regy Carvalho                                   0,09%             136

Osmar Morais                                    0,07%             111

Jordel Santos                                      0,06%             97

Cleiton da Confecção                        0,06%             92

Fabiola Cuidadora                             0,06%             92

Professor Betinho                              0,05%             80

Profiro do Vila Jardim                       0,04%             56

Sheul Chaves                                     0,02%             28

Marcela Matarazzo                            0,01%             21

Rômulo Braz                                      0,01%             18

Valdilson O Pink                               0,01%             16

Paulo do Crediario                             0,01%             13

Ainda em Roraima, o PT teve candidaturas proporcionais em mais duas cidades: Normandia e São João da Baliza, conforme segue:

Normandia

Candidatura                                     Percentual     Votos

Lindomar Lima                                  2,03%             121

Andreia da Promoção Social             1,05%             63

Irmão Vilson                                      0,27%             16

São João da Baliza

Candidatura                                     Percentual     Votos

Amarildo Firmino                              1,83%             71

Dell Borba                                         1,70%             66

André Bananinha                               0,85%             33

Regiane Costa                                    0,82%             32

Luh Santos                                         0,13%             5

Tanto em Normandia, quanto em São João da Baliza, a situação de Boa Vista se repete: apesar do esforço de candidatos e candidatas proporcionais, a ausência de chapa majoritária própria foi um erro determinante para que as duas chapas proporcionais não alcançassem o coeficiente eleitoral.

Em São João da Baliza o PT apoiou a candidata do Solidariedade, Luiza Maura, que obteve 2.021 votos, 51,93%, e elegeu-se prefeita em uma coligação que além de PT e Solidariedade ainda contou com o DC.

Em Normandia, o PT apoiou o candidato Gute Brasil, do PL, que obteve 1.225 votos, 20,35% do total, ficando em terceiro lugar. Na coligação, além do PT e do PL, ainda estavam o Republicanos e o Cidadania. A eleição foi vencida por Dr. Raposo (PSD), com 1.463 votos, 24,30%. E em segundo ficou Jairo Araújo (MDB), com 1.408 votos, 23,39%.

Roraima possui ainda outros 12 municípios onde o PT não organizou candidaturas – nem majoritárias, nem proporcionais.

Os editores do Jornal Página 13

Comente!