Por Redação Página 13 (*)

A votação para a eleição da nova diretoria do ANDES – Sindicato Nacional ocorreu entre os dias 3 a 6 de novembro. Concorrem duas chapas. A chapa 01, de situação, e a chapa 02, de oposição, construída pelo campo Renova ANDES.

Segundo Maria Carlotto, que integra o Renova ANDES, apuração dos votos deveria acontecer ontem a partir das 22h. Mas a validação dos votos em separado demorou muito, de modo que às 3h da manhã, a comissão eleitoral decidiu suspender os trabalhos e retomar a apuração hoje ao meio dia, apostando que a validação desses votos já tenha terminado. Ou seja, hoje, sábado (07), às 12h, não há ainda resultados.

Contudo, segundo Carlotto, já se sabe que votaram, ao todo, 13.049 docentes em todo o Brasil.  Isto é acima do que se projetava no início da eleição, mas muito abaixo da última eleição, de 2018, quando 16.871 docentes votaram.  Para o RENOVA ANDES isso ainda é muito pouco.

O Brasil tem quase 400mil docentes de ensino superior, cerca de 180mil deles de ensino superior público. Desses, 79mil são filiados/as ao ANDES através das suas associações docentes. Isso significa que menos de 20% dos filiados/as votaram. Ainda segundo Carlotto, isso não torna a diretoria, seja ela qual for, ilegítima. Mas mostra o longo caminho que há pela frente para tornar o ANDES-SN mais representativo e mais forte, em especial entre os filiados/as.


(*) Contato: redacao@pagina13.org.br

Comente!