Página 13 publica  nota assinada por militantes petistas solicitando ao Diretório Nacional do PT que reabra a discussão sobre a candidatura do Partido à prefeitura de São Paulo junto à militância para garantir sua legitimidade.

São Paulo, 18 de maio de 2020

Prezadas companheiras e companheiros integrantes do Diretório Nacional do Partido dos Trabalhadores,

A autorização do Diretório Nacional para a realização das prévias em São Paulo por meio de um processo antidemocrático representou um passo atrás na disputa eleitoral de 2020. A escolha de Jilmar Tatto como pré-candidato do PT à prefeitura ocorreu por meio de um colégio eleitoral restrito a dirigentes que, além de contrariar o Estatuto partidário, afastou dezenas de milhares de militantes petistas da decisão.

Nós abaixo-assinados denunciamos esta fraude e decidimos não compactuar com este processo ilegítimo e ilegal não comparecendo ao colégio eleitoral, cujo resultado apertado evidencia que numa prévia democrática o resultado teria sido diferente.

A decisão do PT tem gerado impacto negativo em amplas parcelas do petismo, com expressivo grau de insatisfação e dispersão da militância. Está sendo pavimentado o caminho para um cenário de derrota do Partido na maior cidade do país. A equivocada recusa de Haddad em ser candidato com vistas às eleições de 2022 e a escolha de Tatto via colégio eleitoral contribuem para a dispersão da esquerda e o crescimento da direita.

Portanto, solicitamos ao DN que reabra a discussão sobre a candidatura do PT à prefeitura de São Paulo junto à militância para garantir sua legitimidade.

Saudações petistas,

Bruno Rizzato
Cloves de Castro
Luiz Sérgio Canário
Marcelo Dias Pereira
Talitha Braga

Comente!