Por Júlio Quadros (*)

Lançamento do movimento ‘Rio Grande e presente. Para toda a sua gente’, na foto: Tarso Genro, Edegar Pretto e Olívio Dutra

O Partido dos Trabalhadores confirmou o nome do deputado estadual Edegar Pretto como pré-candidato a governador do Rio Grande do Sul nas eleições de 2022. A confirmação ocorreu na sexta-feira 13 de setembro, em Porto Alegre, durante o lançamento do movimento “Rio Grande e presente. Para toda a sua gente”, com participação dos ex-governadores Olívio Dutra e Tarso Genro, o senador Paulo Paim e deputados e deputadas das bancadas estadual e federal do partido.

Com a oficialização da pré candidatura, iniciou-se uma série de roteiros pelo estado do Rio Grande do Sul.

Hoje estamos a um ano das eleições de 2022 e os primeiros passos começam a ser dados neste momento. Foi com “estes olhos” que tive a oportunidade de acompanhar agendas do pré-candidato a governador pelo Partido dos Trabalhadores no Rio Grande do Sul.

Foram agendas na região centro do estado, pois estava, em agenda, acompanhando o deputado federal Dionilso Marcon.

Primeiro, foi na sexta-feira na posse da nova Direção da Regional Centro, que aconteceu na Câmara de Vereadores, que estava praticamente lotada e com um entusiasmo de chamar a atenção. Com a presença de lideranças do PT de mais de 20 municípios da região.

No sábado, nos encontramos na FEICOOP-Feira Internacional de Cooperativismo, que voltou a acontecer de forma presencial com todos os cuidados. Na feira além de visitar expositores, houve eventos significativos.

Primeiro, o lançamento da nova marca da ocupação da Fazenda Santa Marta, que vai fazer 30 anos no dia 7 de dezembro. Símbolo extraordinário de compromisso com a luta do povo por moradia e condições dignas de habitação.

Depois, acompanhamos o início do Plebiscito Popular sobre as privatizações, muitas que estão em curso, que o Governador Almofadinha resolveu tirar o direito do povo ser chamado para decidir.

Ao meio dia, novo encontro desta vez em São Pedro do Sul, com o Clube do Comércio lotado para ouvir as nossas lideranças.

Em todos os eventos encontramos um companheiro Edegar Pretto, orgulhoso da sua história, da raiz do militante politico e social Adão Pretto, mostrando um compromisso com estas raízes da nossa trajetória.

Encontramos um Edegar Pretto lembrando o Governador Olívio Dutra(1999-2002), que sucedeu o malfadado governo de Antônio Britto em 1999. Na época, Olívio deteve as privatizações em marcha, e mesmo assim pagou todos os servidores em dia durante toda a sua gestão, pagou todos seus compromissos e o estado cresceu ano a ano. Olívio assentou milhares de famílias de trabalhadores sem terra, criou a UERGS, implantou o Orçamento Participativo e criou o Piso Regional.

Encontramos um Edegar Pretto animado, falando com a consciência e com o coração, animando a nossa militância e as lideranças sociais e das comunidades.

A semeadura começa bem. Temos um ano pela frente para construir a boa luta e a transformação que o Brasil e o Rio Grande precisam em 2022.


(*) Júlio Quadros é militante do PT-RS, foi deputado estadual, presidente do PT Estadual – RS (1997-2001), Secretário do Planejamento da cidade de São Leopoldo, coordenador do Programa Luz para Todos e presidente da
Companhia de Geração Térmica de Energia Elétrica (CGTEE)

 

Comente!