Por Valter Pomar (*)

Card da Revista Forum

O ex-governador Geraldo Alckmin era “social-democrata”, virou “socialista” mas continua sendo neoliberal.

Assim como muitos dos “progressistas” e dos “democratas”, por fora bela viola, por dentro pão bolorendo.

Apesar disso, ao sair do PSDB Alckmin perdeu parte de sua “blindagem”, motivo pelo qual já está sendo vítima do lawfare que ele próprio estimulou e apoiou contra o PT nos últimos anos.

Com uma diferença importante: no caso de Alckmin e de seus amigos tucanos, é bastante provável que tudo ou quase seja verdade.

Pelo menos é o que sempre denunciaram e garantiram os petistas especialistas no tucanistão. Embora alguns tenham mudado de ideia e agora saiam em defesa do ex-governador.

Um dos preços pagos pelo perdão aos golpistas de 1964 foi a eleição de Bolsonaro. Outro foi a militarização da segurança pública.

O preço pago pelo perdão a parte dos golpistas de 2016 promete ser tão ruim quanto. Melhor evitar, enquanto é tempo.

(*) Valter Pomar é professor e membro do diretório nacional do PT

Comente!